Vila das Artes terá mostra gratuita de curta-metragem nesta terça-feira

A Mostra Dialogando com o Cinema exibe três curtas-metragens, nesta terça-feira, 5, a partir das 18h30min, no auditório da Vila das Artes. Serão exibidos os filmes Janaína Overdrive (2016), de Mozart Freire, Santa porque avalanche (2016), de Paulo Victor Soares e  Ficar me trouxe até aqui (2016), de Renata Cavalcante. Na sequência, será apresentado o projeto Lobo Temporal e haverá roda de conversa com os realizadores e o cineasta e curador audiovisual Pablo Arellano.

Vila-das-Artes-mostra-gratuita-curta-metragem-reporter-entre-linhas.jpg
Imagem: Irene Bandeira

“Lobo Temporal” é uma exposição de sons que poderá ser visitada ainda neste mês, no Foyer do Theatro José de Alencar. Desenvolvido por Vivi Rocha, que trabalha com captação de som, edição e masterização, o projeto surgiu de um estudo sonoro. Assim somo os filmes, “Lobo” é resultado de dois anos de estudos da terceira turma de Realização Audiovisual, curso técnico da Vila das Artes.

Vivi já teve trabalhos exibidos na Mostra do Filme Livre e no Cine Ceará com A Rabeca, curta premiado pelo júri popular no Festival do Audiovisual Luso Afro Brasileiro e considerado o melhor filme na Mostra Olhar do Ceará, em 2013.

Destaque do 26º Cine Ceará, o cineasta cearense Mozart Freire venceu o Festival com os dois filmes que concorreu. Cinemão (2015) foi eleito Melhor Curta pela Mostra Olhar do Ceará, composta por 39 produções locais, além de ter levado o Prêmio Mistika de masterização em DCP. O filme teve a participação de Renata Cavalcante como assistente de direção e Vivi Rocha na captação de som. Já o curta “Janaína Overdrive” venceu o prêmio especial Olhar Universitário de Melhor Curta.

Ainda no Festival, o cineasta Paulo Victor foi premiado pela Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) com o documentário Antes da Encanteria (2015). O filme passou a ser exibido na TV Ceará e recebeu como complemento o Prêmio Unifor de Audiovisual no valor de R$ 5 mil. A direção do curta,aliás, foi uma parceria bem resolvida entre ele, Elena Meirelles, Gabriela Pessoa, Jorge Polo e Lívia de Paiva.

Já o curta O Sabor de Tutano (2014), de Renata Cavalcante, foi visto no Festival Curta Cabo Frio e na Mostra Livre de Cinema SP. Ela produziu ainda o videoarte “A Saída da Fábrica”, de Virgínia Pinho, premiado no 67º Salão de Abril.

Os filmes

Janaína Overdrive (2016)
(Classificação indicativa: 16 anos / Minutagem: 19 min)
Diretor: Mozart Freire
Sinopse: Janaína é uma trans com funções sexuais e está́ prestes a ser substituída pela nova tecnologia da corporação.

Santa porque avalanche (2016)
(Classificação indicativa: 16 anos / Minutagem: 17 min)
Diretor: Paulo Victor Soares
Sinopse: Quatro amigos inscrevem-se no concurso da garota molhada, fogem e apaixonam-se pela morte.

Ficar me trouxe até aqui (2016)
(Classificação indicativa: livre / Minutagem: 21 min)
Diretora: Renata Cavalcante
Sinopse: Três mulheres e um desejo em comum.

Serviço

Mostra Dialogando Com o Cinema
Local: Vila das Artes (auditório – 2º andar)
Endereço: Rua 24 de Maio, 1221 – Centro
Data: terça-feira, 5 de julho, a partir das 18h30
Gratuito

Confirme presença no evento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s